sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Escuteiros da Gafanha da Nazaré precisam do nosso apoio


Como é do conhecimento geral, a Paróquia está a construir a nova sede para o nosso Agrupamento de Escuteiros no terreno adquirido para esta finalidade, na travessa do Margaça. Pela sua natureza e pela vontade do seu fundador, Baden-Powell, este movimento é um movimento nacional, internacional e universal que tem como objetivo dotar o mundo de jovens, física, moral e espiritualmente fortes.

Nacional, porque pretende dotar cada nação de cidadãos uteis e válidos.

Internacional, porque a boa relação entre escuteiros não tem fronteiras.

Universal, porque procura incutir o sentimento de fraternidade aos jovens de todas as nações, classes e crenças.

Como um movimento assumido pela Igreja, o escutismo pretende fortalecer as crenças religiosas, individuais e eclesiais dos jovens.

Neste sentido, a Paróquia, através do saudoso Pe. Miguel de Lencastre, fundou o Agrupamento 588. Como se trata de escutismo católico, a Paróquia pretende que o Agrupamento tenha uma sede digna e espaçosa até porque é constituído por um elevado número de elementos, lobitos, exploradores, pioneiros, caminheiros e chefes. Estamos todos a trabalhar para a construção da nova sede e, como assistente do Agrupamento, tenho de lhe transmitir um voto de louvor porque não se têm poupado a esforços na angariação de verbas para a construção da nova sede. Mais uma vez, este ano, no Festival do Bacalhau, o Agrupamento tem à sua responsabilidade o estacionamento dos automóveis dos participantes no mesmo Festival de onde recolhem algumas preciosas e voluntárias dádivas para ajudar à construção da sede. Se passarmos pelo Festival de Bacalhau ajudemos, usando o estacionamento das instalações do Porto de Aveiro onde se encontram os nossos escuteiros.

Um Bem-haja a todos.

Pe. César Fernandes

Sem comentários:

Enviar um comentário